Conecte-se conosco

Saúde e Bem-Estar

Nova droga mortal mistura heroína, veneno de rato e coquetel de HIV

Publicado

em

Nova droga mortal mistura heroína, veneno de rato e coquetel de HIV

Nova droga mortal mistura heroína, veneno de rato e coquetel de HIV

Altamente viciante e mortal, a “nyaope” está arruinando a África do Sul.

Uma mistura letal

Não é raro nos depararmos com notícias sobre novas drogas no mercado negro. Cada vez mais, essas substâncias são produzidas para alcançar efeitos diferentes ou de maior intensidade. Porém, o que ocorre é que a letalidade e os efeitos colaterais dessas novas drogas, até mesmo desconhecidos, estão ficando também cada vez mais graves. A última droga que está preocupando o mundo devido ao seu alto grau de dependência e letalidade chama-se “nyaope”. Apesar de já ter sido criada há algum tempo, somente agora ela está tendo visibilidade pois sua composição foi ficando cada vez mais perigosa até chegar nos dias de hoje. Atualmente, ela engloba centenas de substâncias, desde heroína cocaína até remédios contidos nos coquetéis contra HIVveneno de rato. Ela pode ser usada de duas formas diferentes: injetada ou fumada. Para potencialiar ainda mais seu efeito, alguns até mesmo fumam a nyaope junto com a maconha.

A droga está sendo comercializada principalmente na África do Sul, afetando mais diretamente as favelas, arruinando a vida dos moradores. O jornalista Golden Mtika, que acompanha a história da nyaope e os danos que ela pode causar tanto para o usuário tanto para a sociedade, relatou alguns casos de pessoas viciadas na droga e divulgou a pesquisa, deixando as autoridades do mundo inteiro preocupadas. O portal de notícias da BBC também documentou o caso, entrevistando alguns dependentes de nyaope. Um deles, que pediu para ser identificado apenas como “Jesus”, contou como é mais ou menos como é sua relação com a droga e o que ele sente quando fica sem, ou seja, quando está em abstinência. “De manhã é o inferno, cara. Você sente que está morrendo, como se seu intestino tivesse sendo cortado por uma navalha”, contou ele. “Quando você está assim, você acaba em alguns momentos fazendo coisas horríveis. Eu faria literalmente qualquer coisa”, continuou, explicando o que acontece quando a pessoa não tem mais nada mas ainda precisa da droga. O jornalista Golden Mtika decidiu fazer uma reportagem completa sobre a droga após sentir na pele os efeitos que ela pode trazer mesmo a quem não é viciado. Em um curto intervalo de tempo, ele perdeu dois dos seus sobrinhos para o vício em nyaope, provando que os estragos são rápidos e devastadores.

Distribuição

Mas uma droga mortífera dessas, que leva em sua composição produtos altamente químicos e letais certamente deve ser difícil de encontrar, não é mesmo? Não é bem isso que acontece. A nyaope é relativamente bastante fácil de se encontrar nas ruas e com traficantes, e que o problema está também dentro da polícia. Um deles, que não foi identificado, explicou um pouco de como a droga é obtida: “Você só tem que suborná-los (os policiais). Policiais de baixa patente aceitam suborno. Policiais de alta patente também aceitam suborno. Os caras conhecem todos os traficantes”, relatou o rapaz. O jornalista então decidiu apresentar sua reportagem à polícia local. As autoridades disseram que estão cientes dos estragos da droga e que estão atuando na busca e apreensão das mesmas, e que já realizaram prisões de vários chefões do tráfico que alimenta as ruas.

(Fonte: BBC)

Veja Também

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias da Semana