Notícias

Morre bombeiro que resgatou 4 sobreviventes em Brumadinho

Publicado

em

CONDIÇÕES EXTREMAS! Uma situação que resume bem as dificuldades, obstáculos e exigências mentais às quais esses socorristas se expõem, para regatar corpos e procurar sobreviventes desse que é um dos piores desastres socioambientais do Brasil. Cerca de 100 militares chegaram a ser empenhados em várias frentes de trabalho nesse cenário de devastação, sendo que 85 deles nas chamadas “zonas quentes”, os locais mais perigosos e com maior número de vítimas.
Morre bombeiro que resgatou 4 sobreviventes em Brumadinho
Uma das formas encontradas pelos bombeiros para chegar ao veículo é recobrindo o solo lamacento com tábuas e pranchas de madeira. Sob forte calor de 34°C. A todo momento os bombeiros precisavam procurar um terreno firme para poder trabalhar. Metade utilizava pás e enxadas para tentar desenterrar o ônibus. A outra metade usou de facões, cordas e motosserras para remover madeira da mata e construir uma rota de fuga, caso a barragem B6, que vinha apresentando perigo, rompesse.

Esses homens ganharam o reconhecimento nacional, em Minas Gerais, e assim como em todo o Brasil, são merecidamente chamados de “Guerreiros de Brumadinho”. Em uma missão que começou em 25/01/2019 já regataram mais de 180 vidas.
 De acordo com mensagens que circulam nas redes sociais e em blogs da região, um desses guerreiros acabou perdendo sua vida na tentativa de resgata mais um sobrevivente. O bombeiro, apelidado pelos colegas de “Alagoano” segundo informações ele veio do estado de Alagoas e já havia resgatado 4 sobreviventes, quando começava outro resgate acabou afundando na lama, os colegas não chegaram a tempo para resgatar Francisco Aguinaldo, de 33 anos, o querido Alagoano. Em breve mais informações aqui no site.
Fonte: folhadogoverno
2 Comentários

2 Comments

  1. IRENE FINDER VOLPATO

    03/02/2019 a 22:31

    Não há nada a respeito dessa morte em nenhum outro lugar. Nada vi também durante todo o dia
    nos canais de notícias das TV´s.
    Acho muito estranho.

  2. Marlem Oraide Cardoso

    04/02/2019 a 22:46

    Minha solidariedade e minhas orações pela família dele também.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias da Semana